quinta-feira, 28 de abril de 2011

Câmara de São João da Barra aprova pedido de reajuste salarial para servidores públicos

A Câmara de São João da Barra aprovou na sessão plenária desta quinta-feira (28), dois requerimentos e uma indicação. Entre os itens da pauta, estava o requerimento nº 061/11, do vereador Franquis Arêas de Freitas, sugerindo à prefeitura, que conceda um aumento de 10% no salário dos servidores públicos municipais (com exceção dos secretários, diretores e funcionários do alto escalão). No ano passado, o aumento concedido foi de 6%. Segundo o edil, o índice do reajuste é bastante justo, já que elevará a auto-estima dos trabalhadores, que poderão exercer cada vez melhor os seus trabalhos,
Informações – Também foi aprovado o requerimento nº 062/11, do presidente da Casa, Gerson da Silva Crispim (Gersinho), solicitando ao secretário de Transportes, Flávio da Silva Batista, cópia contendo informações sobre a licitação feita entre a Prefeitura e a empresa de ônibus Campostur, incluindo o valor e a data em que foi firmado o contrato, com valores atualizados; além de informações sobre a legalização do transporte alternativo no município.
Para o presidente do legislativo a população vem sofrendo por só haver uma empresa atendendo o município, “a população paga um valor absurdo de passagem. Para quem mora no 5º distrito é mais barato ir até a cidade vizinha, Campos dos Goytacazes, do que ao centro de São João da Barra, andando alguns metros os munícipes do 5º distrito pagam apenas R$ 1,00 enquanto que para ir até a sede do município paga-se R$ 9,00” – explica Gersinho
O presidente da Câmara ainda solicitou a regulamentação do transporte alternativo para que essa classe trabalhadora tenha acesso a linhas de crédito e que possam ser mais uma opção no transporte público sanjoanense.
Vereadores abandonam o plenário – No início da sessão, após o requerimento 061/2011 do vereador Frânquis Áreas, o presidente da Câmara pediu que o 1º secretário fizesse a leitura da suplementação enviada pelo executivo e como procedimento normal encaminhou as comissões. A atitude do presidente não agradou o líder do governo vereador Aluízio Siqueira que começou uma discurssão e em seguida pediu que a bancada do governo se retirasse do plenário, o que foi atendido pelos vereadores governistas e para surpresa do público presente, atendido pelo então “independente” Alexandre Rosa.
No término da sessão o presidente da Câmara marcou a próxima sessão para a quinta-feira (5) na localidade de água Preta, 5º distrito, com o projeto “Câmara Itinerante” que não pode ser realizado essa semana por conta de um requerimento assinado pelos vereadores Amaro Élio Ribeiro, Jonas Gomes de Oliveira, Carlos Alberto Alves Maia (Caputti),Aluízio Siqueira e Alexandre Rosa e protocolado nesta manhã na Câmara.
FONTE: portalozk

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário